Estágio na Área de Direito!

estagio-na-area-de-direitoUm dos momentos de grande importância para quem cursa advocacia é a hora de começar a buscar por um estágio, a princípio pode parecer simples como procurar um emprego, porém há uma série de detalhes a considerar que irão influenciar em sua experiência durante o estágio e talvez até mesmo por toda sua carreira.

Para quem cursa Direito o estágio não é obrigatório como para quem cursa medicina por exemplo, mas embora não o seja é altamente recomendável que o faça.

Alguns alunos acabam não estagiando porque já possuem outro emprego e não pretendem trocar um emprego em que já estão “estabilizados” por um estágio, que além de ser algo novo geralmente terá uma remuneração inferior. Mas mesmo com isso em vista deve considerar, já que estagiar é apenas um primeiro passo para o início de sua carreira como Advogado, sendo assim talvez valha o esforço.

Entre muitas dúvidas uma que é bastante simples mas que é importante deixar claro é que para estagiar não existe necessidade de possuir a carteira da OAB e nem mesmo de já ter concluído sua faculdade.

É natural que alunos já busquem por estágio na área, isto além de já os inserir no mercado de trabalho em sua área contribui com seu aprendizado.

sucesso no estagio de direito

Onde Encontrar Oportunidades para Estágio de Direito?

Onde propriamente encontrar seu estágio não é a grande questão, além de inúmeros sites de empregos que veiculam anúncios de vagas para estagiários também é bastante frequente haver murais nas faculdades com anúncios. Portanto assim que decidir iniciar, basta procurar uma destas opções e se candidatar como estagiário.

Mas esta não é a grande questão, o ponto realmente determinante é que tipo de estágio irá fazer, isto influencia seu dia a dia, tipos de trabalho com que estará lidando e consequentemente o tipo de experiência que irá adquirir.

Basicamente existem 3 grandes vertentes que terá, veja:

  • Empresas
  • Escritórios de Advocacia
  • Estágio em órgão público

Claro que dentro de cada um destes grupos existem especificidades que podem ser mais ou menos interessantes de acordo com a carreira que pretenda seguir como advogado. Também é importante ressaltar que não há como classificar um destes como melhor, ou mais fácil, todos possuem seus pontos positivos e negativos, portanto que deve realmente ser ponderado é que carreira pretende seguir e já estagiar no mesmo setor.

Se pretende seguir carreira na área jurídica empresarial é interessante que já faça seu estágio em uma empresa, isso já irá o colocar em contato direto com a rotina de trabalho nesta área. Algo que não costuma ser obrigatório mas é certamente um bom diferencial para quem pretende trabalhar em setor jurídico empresarial é ter no mínimo inglês intermediário (principalmente para as multinacionais).

Também há uma grande quantidade de alunos que pretender abrir seus próprios escritórios de advocacia após se formarem, para estes é interessante já estagiar em um escritório, isto não apenas lhe dará experiência na área como também poderá lhe ser muito útil para quando estiver abrindo o seu, afinal conquistar clientes talvez leve tempo.

Para quem pretende seguir carreira pública como Juiz, Promotor, Procurador, etc, é indicado já estagiar em repartições públicas, porém o que é ainda mais importante é que aproveite o fato de ter uma carga horária menor para estudar.

Os concursos públicos são bastante concorridos e o nível de exigência é realmente alto.

Após o Estágio como Ocorre a Efetivação?

Boa parte dos estagiários não pretende se desligar da empresa ou escritório onde fazem seu estágio assim que passam no exame da OAB, muitos desejam permanecer trabalhando no mesmo local. Por parte das empresas isto também costuma ser tido como uma boa alternativa e entre muitas situações com pequenas minúcias temos 2 que são mais frequentes como condições gerais para a efetivação do estagiário:

estagiar na área juridicaPassar no Exame da OAB: quando a empresa necessita que o então estagiário trabalhe diretamente nos processo em alguns casos defendendo as causas diretamente no fórum há necessidade que este possua sua inscrição na OAB já tendo sido aprovado no exame de ordem.

Para estes casos a efetivação fica condicionada a este estagiário passar no exame, o que se torna uma pressão a mais no momento do exame, afinal seu emprego está em risco.

Concluir a Faculdade: alguns escritórios e empresas pedem apenas que conclua a faculdade para ser efetivado em seu quadro de funcionários, isto geralmente ocorre quando seu trabalho se refere a apenas serviços internos e sem uma ligação direta com os casos, ou seja não estará propriamente defendendo a causa de forma direta, serão serviços administrativos e de orientação.

Também existem locais que preferem já efetivar o funcionário logo nos primeiros meses, assim o contratando, mas vale lembrar que para atingir melhores cargos certamente irá precisar ser aprovado na OAB, sem isto uma promoção fica praticamente impossível dentro dos setores jurídicos da empresa.

Oportunidades definitivamente não faltam, o que acontece com muita frequência é de o estagiário ficar escolhendo muito o local onde quer ou não estagiar e acabar ficando sem vaga, afinal muitos outros também desejam o mesmo e talvez não demorem tanto, assim, ficando com as melhores vagas.

Sendo assim não se paralise frente a questões pequenas como localização, salário inicial, etc.

Se a vaga oferecida é o que você quer como estágio vá e se candidate.

Existem aquelas conversas de que os estagiário é quem faz todo o trabalho e o advogado é quem leva a fama, o que não é de todo uma mentira, muito do trabalho “pesado” de fato é feito pelo estagiário, porém é importante ressaltar que a responsabilidade pelo caso é do advogado e além do mais um dia aquele que hoje é seu chefe um dia também já foi estagiário, esta é a ordem natural das coisas.

Vídeo: Um dia dentro do Estagio de Direito!

>> Continue navegando pelos Artigos do Blog.

>> Veja também meu Ebook para Ajudar os Estudantes de Direito.

botao-ebook-como-conquistar-um-bom-estagio-direito